Home / Saúde do homem /

Remédio para disfunção erétil – Os mais potentes e eficazes

Compartilhar este conteúdo:
Publicado em 10/03/2019

Remédio para disfunção erétil - Os mais poentes e eficazes

Um brochada na cama não é o fim do mundo. Mas e se esse a impotência se torna permanente? E é nessas horas que vem as dúvidas......Será que vou precisar tomar remédio para disfunção erétil? Será que nunca mais vou ter uma ereção natural? Muitos homens jovens com mais de 40 anos ficam irritados e muito frustrados quando percebem que suas ereções estão subitamente diminuindo ou até mesmo falhando completamente. Disfunção erétil com 30? Isso é possível?

Existem e não são tão raros, como muitos podem pensar. Um estudo realizado pela Università Vita-Salute San Raffaele na Itália descobriu que um em cada quatro homens antes dos quarenta anos são afetados por esta disfunção sexual. Por isso, não se sinta sozinho, existem muitos a igual a você pelo mundo afora.

No que os remédios para disfunção erétil se diferenciam?

Cerca de metade dos homens com idades entre 40 a 70 anos têm disfunção erétil (DE) em algum grau, embora apenas um em cada 10 relata uma incapacidade completa de ter ereções. Tomar uma droga em forma de remédio para disfunção erétil produz uma ereção suficiente para iniciar a relação sexual em cerca de 40% dos homens saudáveis.

O sildenafil (Viagra) é frequentemente o primeiro medicamento que o seu médico oferece. Está no mercado há mais tempo e seus efeitos colaterais e os medicamentos e alimentos com os quais interage são bem conhecidos.

Mas o principal desafio para encontrar o melhor remédio para disfunção erétil para você pode se tornar um pouco mais complicado. Não existe uma regra para que um remédio funcione, o viagra por exemplo pode funcionar para alguns e não funcionar para outros casos.

Quais remédios de disfunção erétil estão disponíveis?Quais remédios de disfunção erétil estão disponíveis?

Além do Viagra, outros medicamentos para impotência disponíveis no Brasil incluem o avanafil (Stendra), o tadalafil (Cialis) e o vardenafil (Levitra). Todos eles melhoram o suprimento de sangue para o pênis. Em combinação com a estimulação sexual, as drogas podem produzir uma ereção suficiente para iniciar e completar a relação sexual. Há também uma forma de dissolução rápida de Levitra, chamada Staxyn, que você coloca debaixo da língua.

Um medicamento de emergência, o Cialis, é aprovado pelos órgãos que regulam a medicação para disfunções sexuais, é recomendado para uso diário em uma dose de 2,5 ou 5 miligramas.

Isso ajuda a produzir ereções sob demanda e também pode ajudar a aliviar problemas urinários, como dificuldade para iniciar a micção, que resulta de uma próstata aumentada.

Quão bem as pílulas para impotência funcionam?

Drogas ED produzem uma ereção suficiente para a relação sexual em cerca de 40% dos homens. Mas os resultados variam um pouco de um indivíduo para outro. Um homem com nervos ou artérias danificadas por cirurgia de próstata, diabetes ou doença cardiovascular não responderá tão fortemente aos medicamentos para DE. Existem alguns homens nos quais nenhum desses medicamentos funciona.

Rapidez com que as pílulas para disfunção erétil começam a funcionarRapidez com que as pílulas para disfunção erétil começam a funcionar

A rapidez com que os medicamentos começam a funcionar varia de 15 a 60 minutos. Nem o Viagra nem o Levitra funcionarão se você os tomar após uma refeição, o que bloqueia sua absorção. No entanto, nem o Cialis nem o Stendra interagem com a comida desta maneira. O tempo de início determina em quanto tempo você pode se envolver na relação sexual. Stendra e Cialis de uso diário estão mais próximos de ser uma droga de efeito instantâneo; usar os outros requer mais planejamento.

Duração de ação dos medicamentos para disfunção erétil

O modo como os remédios para disfunção erétil vão fazer efeito variam muito de homem para homem. As durações de ação variam de quatro horas a mais de um dia (para Cialis nas doses mais altas). Cada dose deve ser suficiente para proporcionar um ciclo completo de intercurso, da ereção ao clímax.

"Será que vai durar mais  de um ciclo? Não é garantido.

Quais são os efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais mais comuns dos medicamentos para a disfunção erétil, apensar de ser menos comum, são cefaléia, rubor, desconforto estomacal, congestão nasal, infecções do trato urinário, problemas de visão, diarréia, tontura e erupção cutânea. Um homem que tem uma ereção que dura quatro horas ou mais precisa ir ao hospital ou se arriscar a danos permanentes.

Nenhum dos remédios para disfunção erétil aqui citados são seguros para tem problemas do coração.

Compartilhar este conteúdo:

Fibromialgia tem cura? Como curar a fibromialgia?

Compartilhar este conteúdo: facebook twitter google+ ...
Ler mais

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!