Home / Como engravidar /

Remédios para engravidar rápido – As drogas mais potentes

Compartilhar este conteúdo:
Publicado em 16/02/2019

Remédios para engravidar rápido - Os drogas mais potentes

Embora a infertilidade afete homens e mulheres quase igualmente, as mulheres ainda são mais propensas a usar drogas para tratamento de fertilidade do que os homens.

Isso ocorre porque a maioria dos problemas de infertilidade masculina não pode ser tratadas com medicação. No entanto, em algumas situações, os homens também podem tomar hormônios ou outras drogas como parte do tratamento de fertilidade. Nesse post, vamos te passar os remédios para engravidar rápido, os mais comumente prescritos pelos médicos:

O remédio para engravidar rápido mais usado: Clomid

Você provavelmente já ouviu falar de Clomid antes. Clomid, ou citrato de clomifeno, é frequentemente o primeiro medicamento testado no tratamento da disfunção ovulatória. Também pode ser recomendado nos estágios iniciais do tratamento para casais diagnosticados com infertilidade inexplicada.

O Clomid é um comprimido tomado por via oral. Mais freqüentemente, Clomid é prescrito sozinho. Mas também é possível combinar Clomid com outros medicamentos ou tratamento com reprodução assistida.

Os efeitos colaterais mais comuns são dores de cabeça, ondas de calor e alterações de humor. Alguns riscos do tratamento com Clomid incluem a concepção de gêmeos ou uma gravidez múltipla de ordem superior, síndrome de hiperestimulação ovariana e distúrbios da visão.

Os efeitos colaterais e os riscos são leves em comparação com os medicamentos para fertilidade injetáveis ​​mais fortes.

Embora não seja comum, alguns casos de infertilidade masculina podem ser tratados com Clomid.

Femara (Letrozole): uma alternativa ao Clomid
Femara, ou letrozole, não foi concebido para ser um medicamento para fertilidade. Na verdade, é uma droga contra o câncer de mama.

No entanto, agora é freqüentemente usado off-label para tratar problemas de ovulação.

Como Clomid, Femara é tomado por via oral. Pode ser usado sozinho, juntamente com outros medicamentos ou medicamentos para fertilidade, ou como parte do tratamento com inseminação intra uterina.

Segundo algumas pesquisas, o Femara pode ser mais eficaz que o Clomid em mulheres com SOP e mulheres que são resistentes ao Clomid. (Resistente ao Clomid significa apenas que o Clomid não estimula a ovulação como esperado).

Os efeitos colaterais e riscos são muito semelhantes ao Clomid.

Femara não é seguro durante a gravidez. Dito isto, porque o Femara é tomado no início do ciclo menstrual antes da concepção ocorrer, a maioria dos médicos considera seguro quando usado para fins de fertilidade. O Femera pode ser classificado como um remédio para engravidar rápido, mas seu ele deverá ser utilizado corretamente para não atrapalhar o inicio de uma gravidez.

Gonadotropinas: estimulantes injetáveis de ovulaçãoGonadotropinas: estimulação da ovulação via drogas injetáveis

As gonadotrofinas são as drogas estimulantes da ovulação mais fortes. Eles contêm hormônio folículo estimulante biologicamente similar (FSH), hormônio luteinizante (LH) ou uma combinação dos dois. Na reprodução feminina, estes são os hormônios que estimulam os ovários a amadurecer e liberar os óvulos.

Estas drogas são tomadas através de injeção, geralmente no tecido adiposo (também conhecido como injeções subcutâneas). Seu médico irá instruí-lo sobre como aplicar essas injeções em casa.

As gonadotrofinas podem ser usadas isoladamente ou acompanhadas de outros medicamentos com relação sexual cronometrada em casa. Eles também são usados ​​frequentemente durante os tratamentos IIU ou FIV.

Os efeitos colaterais mais comuns das gonadotrofinas incluem dores de cabeça, náuseas, inchaço, sensibilidade mamária, alterações de humor e irritação no local da injeção.

Seu risco de conceber gêmeos, trigêmeos ou múltiplos é significativamente maior com gonadotrofinas do que com drogas orais como o Clomid. Seu risco de desenvolver síndrome de hiperestimulação ovariana também é muito maior.

Embora as gonadotrofinas sejam usadas principalmente em mulheres, homens com hipogonadismo hipogonadotrófico podem receber prescrição de drogas injetáveis ​​para melhorar os níveis de testosterona e melhorar a saúde do sêmen.

Gonadotrofinas que seu médico pode prescrever incluem…

Follistim (folitropina beta) e Gonal-F (folitropina alfa): estes remédios para engravidar rápido mimetizam o hormônio FSH no corpo. Eles são criados em um laboratório usando tecnologia de DNA recombinante, o que os torna bio-semelhantes aos seus hormônios naturais.

Bravelle, Fertinex: Esses medicamentos de fertilidade hormonal também são FSH, exceto que, em vez de serem criados artificialmente em laboratório, o hormônio é extraído e purificado da urina de mulheres pós-menopausadas.

Esses medicamentos são considerados menos potentes do que os FSH criados usando tecnologia de DNA recombinante, mas são menos caros.

Ovidrel (alfa coriogonadotropina), Novarel, Pregnyl, A.P.L .: Estas drogas são feitas de hCG, o hormônio da gravidez. O hormônio hCG é semelhante ao LH no organismo.

Você pode se lembrar que o LH é o hormônio que desencadeia a ovulação.

Novarel, Pregnyl e A.P.L são purificados a partir da urina de mulheres grávidas, enquanto Ovidrel é feito no laboratório criado usando tecnologia de DNA recombinante.

Luveris (lutropina alfa): Este é o hormônio LH, criado em laboratório usando tecnologia de DNA recombinante.

Repronex, Menopur, Pergonal, Humegon: Estas drogas de fertilidade são combinações de LH e FSH, também conhecidas como gonadotrofinas menopáusicas humanas (GMH). Eles não são usados ​​com freqüência, mas podem ser usados ​​em alguns casos especiais.

Veja também: Como consegui engravidar depois de 4 anos tentando

 

Remédios para engravidar: FIV (estimulação de ovulação) Remédios para engravidar: FIV (estimulação de ovulação) 

Drogas usadas para controlar ou suprimir a ovulação durante o tratamento de fertilização in vitro
Alguns medicamentos usados ​​durante o tratamento de fertilidade suprimem a ovulação.

Por quê? Duas razões principais:

Durante o tratamento de fertilização in vitro, para evitar a ovulação antes que os óvulos possam ser coletados cirurgicamente. 

Coordenar os ciclos com uma potencial doadora de óvulos ou substituto.

Pílulas anticoncepcionais como remédio para engravidarPílulas anticoncepcionais: podem ser prescritas para o mês anterior ao tratamento de fertilização in vitro.

As pílulas anticoncepcionais também pode ser usadas terapeuticamente. Por exemplo, mulheres com SOP que não respondem ao Clomid podem ter uma resposta melhor ao medicamento se tomarem pílulas anticoncepcionais por dois meses antes do tratamento.

Antagon, Ganirelix, Cetrotide, Orgalutran (acetato de ganirelix e acetato de cetrorelix): Estes medicamentes para engravidar rápido são antagonistas da GnRH. Isso significa que eles trabalham contra os hormônios LH e FSH no corpo, suprimindo a ovulação. Eles são tomados via injeção.

Os efeitos colaterais mais comuns incluem desconforto abdominal, dor de cabeça e dor no local da injeção.

Lupron, Synarel, Suprecur, Zoladex (acetato de leuprolide, acetato de nafarelina, buserelina, goserelina): Estes medicamentos são agonistas de GnRH ou agonistas do hormônio liberador de gonadotropina.

Lupron é tomado através de injeções. Synarel e Suprecur são sprays nasais. O Zoladex é administrado através de um pequeno implante.

Eles causam um aumento inicial na produção de FSH e LH, mas fazem com que o organismo pare de produzir FSH e LH. Isso impede a ovulação e limita a quantidade de estrogênio.

Essas drogas são geralmente usadas durante o tratamento de fertilização in vitro, permitindo que o médico controle a ovulação com gonadotrofinas. Eles também podem ser usados ​​para tratar endometriose ou miomas.

Os efeitos colaterais mais comuns são ondas de calor, dores de cabeça, alterações de humor e secura vaginal.

Medicamentos para tratar outros problemas de fertilidadeMedicamentos para tratar infertilidade

Drogas de fertilidade são medicamentos destinados a estimular os ovários. No entanto, estes não são os únicos medicamentos que o seu médico pode prescrever durante o tratamento de fertilidade.

Aspirina ou heparina: Se você teve abortos recorrentes ou foi diagnosticada com um distúrbio de trombofilia (uma situação em que pequenos coágulos sanguíneos podem levar à perda da gravidez), seu médico pode prescrever aspirina infantil (AAS) diariamente ou injeções de heparina.

Progesterona: O seu médico pode prescrever suplementação de progesterona, seja como supositório vaginal ou através de injeções.

Supositórios vaginais de progesterona podem ser sugeridos se você tiver abortos recorrentes ou se tiver uma suspeita de defeito na fase lútea. A progesterona injetável é mais frequentemente usada durante o tratamento de fertilização in vitro.

Estrogênio: Seu médico pode prescrever supositórios vaginais de estrogênio se o revestimento endometrial estiver muito fino, se você sentir secura vaginal ou dor durante a relação sexual, ou ainda para melhorar a qualidade do muco cervical.

Um possível efeito colateral do uso de Clomid é o muco cervical mais espesso, que pode interferir na concepção. O uso prolongado de Clomid também pode levar a um revestimento endometrial mais fino. O estrogênio pode ajudar a resolver esses problemas.

Medicamentos para tratar condições médicas subjacentesMedicamentos para tratar condições médicas subjacentes

Às vezes, uma condição médica subjacente pode afertar sua fertilidade. Nesses casos, esse problema deve ser tratado primeiro.

Tratar o problema subjacente pode ser suficiente para melhorar sua fertilidade. Após o tratamento, você pode ser capaz de conceber sem problema.

No entanto, em outros casos, é necessária uma combinação de soluções. Você pode precisar de tratamento para o problema médico, além de medicamentos para fertilidade ou intervenções cirúrgicas.

Glucophage (metformin): A metformina é um medicamento para diabetes, destinado a tratar aqueles com resistência à insulina. Mulheres com SOP são freqüentemente diagnosticadas com resistência à insulina.

Algumas pesquisas mostraram que o tratamento com metformina pode ajudar a regular a ovulação em mulheres com SOP. Outros estudos descobriram que isso pode reduzir a taxa de aborto e ajudar o Clomid a trabalhar em mulheres que não conseguem ovular apenas com o Clomid.

Antibióticos: A infecção do trato reprodutivo pode reduzir a fertilidade em homens e mulheres. Em alguns casos, uma infecção pode levar a cicatrizes. Essa cicatriz pode impedir que o óvulo e o espermatozoide se encontrem.

Enquanto não houver cicatrizes, apenas os antibióticos podem ser suficientes para melhorar a fertilidade. No entanto, se as trompas de Falópio estiverem bloqueadas ou cheias de líquido, a cirurgia ou o tratamento com FIV também será necessário.

Remédio para engravidar Parlodel e DostinexParlodel e Dostinex (bromocriptina e cabergolina): Estes remédios para engravidar rápido são do tipo agonistas da dopamina. E eles podem ser prescritos em casos de hiperprolectinemia.

A hiperprolactinemia é uma condição na qual os níveis hormonais de prolactina são anormalmente altos. A prolactina é o hormônio responsável pelo desenvolvimento e lactação da mama. Altos níveis de prolactina podem causar ovulação irregular ou ausente em mulheres e causar baixa contagem de espermatozóides em homens.

Parlodel e Dostinex podem diminuir os níveis de prolactina. Possíveis efeitos colaterais incluem dores de cabeça, congestão nasal, dor de cabeça e tontura. Não há risco aumentado de conceber gêmeos com esses medicamentos, a menos que uma droga de fertilidade como Clomid seja usada ao longo da vida.

Denize Cruz, (neuropata e consultora em fertilidade feminina)

Compartilhar este conteúdo:

Clinica de inseminação artificial - Quanto custa e como escolher?

Compartilhar este conteúdo: Clínica de inseminação artificial - Quanto custa e como escolher? ...
Ler mais

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *