Home / Saúde do homem /

Tratamento de disfunção erétil

Compartilhar este conteúdo:
Publicado em 07/03/2019

Tratamentos de disfunção erétil - 6 opções para tratar impotência

Disfunção erétil - Tratamentos

A disfunção erétil não é apenas uma parte natural do envelhecimento que você deve aceitar. Indivíduos com disfunção erétil têm várias opções de tratamentos a serem consideradas.

Quanto mais cedo você aprender sobre as alternativas de tratamento de disfunção erétil, mais cedo você vai voltar a compartilhar e desfrutar de momentos íntimos de forma satisfatória com sua parceira (o).

Diagnóstico de disfunção erétil

Há muitas partes diferentes do corpo que desempenham um papel importante para um homem obter e manter uma ereção durante a relação sexual. Além das causas físicas que podem levar à disfunção erétil, 20% dos casos de disfunção erétil estão relacionadas a causas psicológicas.

Com tantas possibilidades que levam à disfunção erétil, torna-se particularmente importante encontrar um especialista que possa diagnosticar corretamente a causa direta para encontrar uma opção acertada de tratamento para disfunção erétil.

Frequentemente, um exame físico e uma análise a respeito da histórico médico serão suficientes para diagnosticar a disfunção erétil e iniciar um tratamento. Pode haver várias razões subjacentes que levaram a impotência, e testes adicionais podem ser necessários para determinar a causa exata.

Testes para determinar a causa da disfunção erétil

  • Exame Físico - um exame dos testículos e do pênis que verifica a saúde dos nervos responsáveis pelas sensações.
  • Exames de sangue - podem ajudar a identificar sinais de doenças cardíacas, diabetes, baixos níveis de testosterona e outros problemas de saúde.
  • Testes de urina - Semelhante a um exame de sangue, um teste de urina pode ajudar a identificar diabetes ou outras causas potenciais.
  • Ultra Som - Este teste geralmente é realizado por um especialista para determinar se há falta de fluxo sanguíneo que está impedindo que você tenha uma ereção.

Existem muitas opções diferentes de tratamento para a disfunção erétil, mas o seu diagnóstico individual determinará qual será a opção de tratamento ideal para você. É importante perceber que nem todas as opções de tratamento funcionarão para todos.

Um médico especializado em saúde sexual masculina (normalmente um urologista) será o mais qualificado para discutir todas as suas opções de tratamento com você. Muitos especialistas frequentemente encorajam a agendar consultas de acompanhamento adicionais para analisar se seu tratamento está funcionando ou se uma opção diferente pode ser mais benéfica.


Opções de tratamentos para disfunção erétilOpções de tratamentos para disfunção erétil

Quando marcar uma consulta para discutir a impotência com seu médico, ele analisará suas opções e o ajudará a decidir o que é melhor para sua situação específica. Ele pode sugerir mudanças no estilo de vida, tentar terapia medicamentosa ou obter um implante peniano.

1. Mudanças de estilo de vida

As mesmas dicas de estilo de vida saudável recomendadas pelo seu médico durante anos também podem ajudar a tratar a impotência:

  • Parar de fumar
  • Reduzir o consumo de álcool
  • Perder peso
  • Execitar-se regularmente
  • Reduzir o estresse

Esse tratamento não é instantâneo, mas trazem ótimos resultados e médio e longo prazo, pois melhoram o fluxo sanguíneo e o funcionamento dos nervos do pênis e escroto. Se você estiver com dificuldades para atingir essas metas, peça a sua parceira (o) para se juntar a você. Ficar saudável juntos e tentar coisas novas como um casal pode ser uma ótima experiência de união e pode fortalecer seu relacionamento.


Tratamento medicamentoso para disfunção erétilTratamento medicamentoso para disfunção erétil

Quando as mudanças de estilo de vida não funcionam sozinhas, a terapia medicamentosa (Viagra, Cialis, Levitra, etc.) é normalmente o próximo passo. A maioria desses medicamentos funciona de forma semelhante, ou seja, o medicamento irá estimular a liberação de um química natural em seu corpo que relaxa os músculos do pênis.

O objetivo destes medicamentos é aumentar sua resposta à estimulação sexual, aumentando o fluxo sanguíneo em seu pênis, permitindo que você tenha uma ereção duradoura.

Com a terapia medicamentosa, existe o risco de efeitos colaterais, como dores de cabeça, dores nas costas ou dores de estômago. Antes de tomar qualquer medicação para o tratamento de disfunção erétil, é importante garantir que seu médico esteja sabendo dessa decisão.

A medicação pode não funcionar para todos os homens, por exemplo, se você tem diabetes ou já teve a cirurgia de próstata. A medicação para disfunção erétil também pode apresentar sérios riscos se você estiver tomando nitratos (comumente prescritos para dor no peito), se tem doença cardíaca ou se tem pressão arterial baixa.

Além das pílulas, as injeções podem ser usadas para tratar a disfunção erétil. As ereções geralmente ocorrem dentro de 5 a 20 minutos, mas existe o risco de uma ereção durar mais de 4 horas e geralmente tem pouca tolerabilidade a longo prazo.

Veja também: 

Supositórios uretrais também podem ser usados ​​para tratar disfunção erétil. Um aplicador contendo um pequeno supositório é inserido na uretra e o pellet é liberado. Efeitos colaterais comuns incluem dor ou pequenos sangramentos na uretra.


Bombas Penianas para tratar impotênciaBombas Penianas para tratar impotência

Também chamados de dispositivos à vácuo, bombas penianas são dispositivos que são colocados sobre o pênis para extrair sangue para dentro do eixo.

Uma vez que o vácuo cria uma ereção, a faixa de retenção é deslizada até a extremidade inferior do pênis e a bomba é removida. Uma ereção normalmente durará o suficiente para a relação sexual, mas seu pênis pode estar frio ao toque e o elástico pode restringir a ejaculação.

 

Você pode achar que usar um dispositivo de vácuo requer alguma prática ou ajuste. Ao usar o dispositivo, a bomba pode fazer você sentir frio ou dormência, além de um roxear no pênis.

Você também pode ter hematomas no seu pênis. No entanto, as contusões são mais frequentemente indolores e desaparecem em poucos dias. Dispositivos a vácuo podem enfraquecer a ejaculação, mas, na maioria dos casos, os dispositivos não afetam o prazer do clímax ou do orgasmo.


Tratando a disfunção erétil com cirurgias - implantes penianosTratando a disfunção erétil com cirurgias - implantes penianos

Quando outros tratamentos para impotência não ajudam, um implante peniano pode ser a salvação.

Nessa caso, um urologista realiza uma cirurgia em um centro cirúrgico ou hospital para implante de um dispositivo para tornar o pênis ereto. Para a maioria dos homens, a cirurgia deve ser o último recurso. Converse com seu médico se a cirurgia é o ideal para o seu caso. 

A reconstrução das artérias para aumentar o fluxo sanguíneo para o pênis também pode ser uma alternativa a se considerar.

Prótese (implante) peniana

Dispositivos implantados, conhecidos como próteses, podem ser a solução para voltar a ter uma ereção duradoura. Implantes são tipicamente colocados por um urologista. Os dois tipos de dispositivos são

  • implantes infláveis, fazem seu pênis ficar mais longo e mais largo usando uma bomba no escroto
  • implantes maleáveis, são hastes que permitem ajustar manualmente a posição do seu pênis

Você geralmente pode deixar o hospital no mesmo dia ou 1 dia após a cirurgia. Você será capaz de usar o implante em 4 a 6 semanas após a cirurgia.

Depois de ter colocado o implante, você deve usar o dispositivo para obter uma ereção. Possíveis problemas com implantes incluem ruptura e infecção.

Reconstrução da artéria

A cirurgia serve para reparar artérias, revertendo a impotência causada por bloqueios que impedem o fluxo sanguíneo para o pênis. Normalmente, homens com menos de 30 anos são os melhores candidatos para este tipo de cirurgia.

Compartilhar este conteúdo:

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *